O câncer de cabeça e pescoço atualmente é o sexto mais prevalente no mundo e são diagnosticados, com maior frequência,  em maiores de 50 anos de idade.

Os sintomas mais comuns dos tumores de cabeça e pescoço são: nódulos no pescoço, feridas que não cicatrizam, dor de garganta persistente, dificuldade para engolir e rouquidão.

A avaliação com especialista, os exames de imagem e a biópsia são fundamentais para a definição do diagnóstico exato. Só após o diagnóstico, é possível a indicação do tratamento adequado e personalizado para cada caso. Quanto mais precoce é o diagnóstico, mais cedo pode ser iniciado o tratamento, o que aumenta bastante a chance de cura da doença. Portanto, ao primeiro sintoma, deve-se logo procurar um especialista.

Em geral os tumores de cabeça e pescoço representam o segundo tipo da doença com maior incidência na população e o quinto mais comum entre as mulheres, e mesmo que diferentes tipos de tumores possam se desenvolver nessa região, temos com mais frequência o câncer de boca e que na maioria dos casos é diagnosticado já em estado avançado.

A indicação do tratamento é baseada em vários fatores; principalmente os relacionados ao paciente, como idade e condições clínicas, e também os relacionados ao tumor, como localização, extensão e invasão de estruturas vizinhas . As modalidades de tratamento mais usadas são cirurgia, radioterapia e quimioterapia, que podem ser feitas juntas ou cada uma destas isoladamente.

As opções de tratamento são explicadas e discutidas em consulta com especialista, a fim de definir um tratamento personalizado e voltado para as necessidades de cada paciente.

Entre em contato:
Dra. Maria Cristina Matteotti
WhatsApp: (11) 95242-3033
Telefones: (11) 3032-0441 e (11) 5051-5144
http://dramariacristina.com.br/