Como escolher o hospital?

Em geral, quando entramos em um hospital, seja como acompanhante ou paciente, além do qualidade do atendimento, observamos detalhes mais aparentes, como amplitude, sensação de conforto e limpeza, decoração e, no caso de internações, os quartos e serviços de enfermagem e “hotelaria”. No entanto, os espaços e estruturas mais importantes dos hospitais, na maior parte do tempo, não estão visíveis aos nossos olhos.

Claro que essa estrutura de suporte perceptível é, sim, um critério a ser considerado: o espaço acolhedor, além de indicar o envolvimento do hospital com os pacientes e seus acompanhantes – em um momento sempre difícil – é também indicativo de que a direção e a equipe de profissionais estão igualmente comprometidas internamente, com salas de cirurgia, de recuperação, unidades de tratamento intensivo e estrutura para exames com equipamentos modernos, manutenção adequada, além de pessoal qualificado, atualizado e empenhado com os protocolos de boa conduta hospitalar.

Mas, como “indicativo” não é “certeza”, a forma mais segura de escolher o hospital para tratar do seu bem maior – a saúde – é conversar de forma franca com o médico, especialmente nos casos de procedimentos cirúrgicos. Ele tem o conhecimento, a experiência de operar em diversos hospitais e, principalmente, uma relação de confiança com seus pacientes – e essa é a melhor base para o sucesso de qualquer tratamento de saúde.

Pesquise

Redes sociais

Clique aqui
Entre em contato!
Olá, entre em contato conosco!