Cigarro não combina com saúde!

Fumar é um dos hábitos mais nocivos para a saúde em geral, mas, principalmente para as doenças que acometem a região de cabeça e pescoço. Os principais órgãos de saúde são unânimes em associar o tabagismo ao elevado risco de tumores associados às vias respiratórias.

Estudos e levantamentos realizados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que os cânceres que atingem a região de cabeça e pescoço como lábios, cavidades oral e nasal, laringe e faringe, representam a segunda maior incidência entre os homens brasileiros, atrás somente do câncer de próstata. Já em relação às mulheres, o câncer da tireoide aparece em quinto lugar entre os mais comuns.

Um dos principais fatores de risco para o surgimento dos tumores malignos está associado ao tabagismo. Para se ter uma ideia, a cada simples tragada, a fumaça do cigarro carrega para as vias respiratórias e, através da corrente sanguínea para todos os outros órgãos, a quantidade surpreendente de 4.700 substâncias tóxicas. Dentre elas, as mais perniciosas – e conhecidas – são a nicotina, o alcatrão e o monóxido de carbono. Toda essa carga nociva, além provocar doenças, ainda diminui consideravelmente a resposta positiva do organismo aos tratamentos de combate ao câncer.

A boa notícia, no entanto, é que apesar da gravidade, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço relata índices de cura superiores a 90% nos casos de câncer dessa região, quando diagnosticados precocemente. Ao lado dos exames preventivos, portanto, também conta muito o combate ao tabagismo e ao consumo exagerado de álcool, além da adoção de um estilo de vida saudável – a combinação de alimentação equilibrada e a realização de atividades físicas regulares.

Cuide bem da sua saúde: jogue fora o cigarro e, a qualquer sinal de irregularidade, consulte o médico especialista.

Pesquise

Redes sociais

Clique aqui
Entre em contato!
Olá, entre em contato conosco!